O Outro

7Recompensas

Um ser, que destrói à mesma espécie, por ganância.

Em muitas ocasiões queremos tomar o lugar do outro. Sendo que não sabemos os verdadeiros problemas, derrotas ou vitórias do outro. Cada dia um problema diferente, mas acreditamos que somente nós; temos problemas? que à vida do outro e um verdadeiro; "mar de rosas". Quando nos esquecemos que todos os seres humanos, tem problemas, alguns conseguem administrá-los, outros diminui-los e os demais aumenta-los. Tornando os em uma grande bola de neve. Sábios são os que conseguem em um mundo tão conturbado e problemático. Estarem indo rumo ao norte. Pois somente os que conseguirem dar um passo à cada dia, serão o vencedor! O homem se tornou desde os primórdios da humanidade, o ser devorador de sua própria espécie, não por sobrevivência, mais sim por status, adoração, endeusamento e reconhecimento, querendo ser o melhor, o primeiro, mas se tornou durante todo o período da raça humana, sozinho e isolado dos demais seres, com medo dos males praticados à muitos. O homem sabe o local, sua área de atuação e domínio, mas não o quer. Ele quer o que pertence ao outro. Um verdadeiro desagregador, mau, onde o que lhe interessa e somente o que não lhe pertence. Não se importando com normas e procedimentos, quando tem! Ou quando não tinha. O que lhe interessa e o desejo de ser o único, o mais importante ou, o que vai ser endeusado. Ou os que lhe renderão culto de adoração por se achar que está acima dos demais, que está um degrau acima dos outros. Uma problemática desde os primórdios da humanidade, onde o homem caçava o próprio homem. Por domínio de território e alimentação. Sendo que ao que atacava e dominava, os demais lhes teria como sendo o seu troféu de conquista sobre tudo e todos. Onde seu único objetivo com o território dominado, era que os dominados estariam sobre o seu domínio, eram sua propriedade particular, onde ele fazia com todos, o que bem desejasse ou julgasse melhor ao seu ego. Muitos ditadores desde o princípio até os dias atuais, somente fazem os atos aos quais foram aculturados através de seus antepassados, e que colocam em prática na atualidade, conforme à sua maldade interior e a influência sofrida no princípio, aos quais fazem automaticamente seus atos de forma automática e programada com uma forte imposição da aculturação, como legado não de seus contemporâneos, mas de um passado distante, embasada na maldade humana, em todo o ser. “Os fins não justificam os meios” sendo que o desagregador, tem como princípio o individualismo, juntamente com a concentração de renda e poder, sobre os demais. O homem, sendo seu próprio devorador, espalhando o que deveria ajuntar. Trazendo discórdia e inimizades, por um único motivo. “A ganância”. Sendo que no seu habitat tem lugar para todos, porém o desagregador, não se satisfaz desta forma. Ele tem que espalhar, e ajuntar somente pra ele. Deixando os demais sem o seu próprio sustento diário. Desta forma se faz escravos? O outro, perde tudo o que tem, inclusive: dignidade, respeito, seus próprios deveres, pois o agredido torna-se um ferido e sem amor. Tudo causado pelo desagregador, que lhe dizimou até os seus sonhos. Trazendo as mazelas da humanidade para todos os meios do convívio coletivo. Sendo que o individualismo começa a tomar forma em todos os meios da sociedade contemporânea e atual, dando mais ênfase ao individualismo do que ao coletivo. O importante e ter, e não ser. Desta forma volta-se ao princípio das guerras por tudo. Inclusive por espaço e alimento. O homem só vai aprender a respeitar o outro. Quando aprender a amar. O homem tem o suficiente, o outro tem um pouco, mais o homem só se satisfaz com o pouco do outro. Sendo que não tem necessidade do pouco do outro. Mas para satisfazer a sua maldade e a medida do ter. O homem subtrai o outro. Tirando lhe o pouco que tem, causando lhe um mal sem precedentes, inclusive a própria morte do outro. Que sem nada e sem condições de adquirir o pouco, não consegue sobreviver e morre. Quantas gerações não ficaram com o outro. E o homem mau seguindo sua trilha de destruição. ATÉ QUANDO!

 

Denunciar conteúdo

Tem algo a dizer? Esse é seu momento.

Se quer receber notificações de todos os novos comentários, deve entrar no Beevoz com o seu utilizador. Para isso deve estar registado.