Juventude, juventude; o que o sistema fez com vocês?

Uma nação, onde o comando esta nas mãos de pessoas, ineficazes e ultrapassadas em seus procedimentos, não teremos nem futuro, nem cérebro.

Passando por uma destas rodovias federais deste belo país, perto de uma das capitais, de uma unidade de federação, vi uma placa do álcool, abaixo da média geral de preços, imposta pelo sistema corrupto e irresponsável deste belo país. Parei, e como todos nos vivenciamos dias de extrema incompetência gerencial, administrativa, pública e privada, de todos os poderes e corporações, desta nação. Como tinha combustível no tanque, optei por, colocar dez litros de álcool, parei no local de abastecimento, não lembro a bandeira, veio um profissional de atendimento, e pediu se era para completar o tanque de combustível, disse não! Por gentileza coloque dez litros de combustível, como na placa que indicava o preço unitário do litro de álcool. Era, “R$=2,50 reais/litro”. O profissional de atendimento, digitou a quantidade de combustível, e começou a colocar o álcool no tanque, pensei, enquanto ele vai abastecendo, vou finalizar o processo, pagando pela quantidade abastecida, R$25,00, “vinte e cinco reais”, assim quando ele terminar, sigo meu caminho, nesta estrada esburacada deste belo país, onde todos os impostos pagos, tem uma único caminho. “A Corrupção”, pedi pro profissional de abastecimento, enquanto o senhor vai terminando de abastecer, faça o recibo da quantidade por favor, que vou acertar no caixa do posto. O profissional de abastecimento disse; vamos esperar terminar, para que eu pegue o valor na bomba e passe pro senhor ir fazer o pagamento no caixa do posto. Olhei para ele com um olhar de espanto e preocupação, perguntei lhe; você esta brincando ou esta falando serio; ele disse serio! Neste momento começamos um dialogo; Perguntei quantos anos você tem meu jovem, ele disse, dezenove anos, perguntei, você estuda, estudou até que série, ou ano, ele disse, até o terceiro ano do segundo grau. Perguntei, do segundo grau, ele disse, sim? Perguntei pra ele se poderia fazer uma pergunte! Ele afirmou com a cabeça que sim? Perguntei; quanto são 1, vezes 10, ele olhou para mim, e disse, “acho que são dez”, não tenho certeza. Eu disse para ele, se 1 vez dez, são dez. quanto são dois e cinquenta, vezes dez. ele, olhou para mim, com aquele olhar de, me ajuda ai, tio, como normalmente os jovens se direcionam, à alguém, quando estão todos cheios de dúvidas. Eu disse, você sabe que todo numero multiplicado por um, ele e mais fácil de fazer a equação, portanto, dois e cinquenta, vezes dez, “são vinte e cinco reais”. Ele ainda ficou meio inseguro, neste momento terminamos de fazer o processo de abastecimento, ou seja, de colocar o liquido no tanque, o qual já estava com combustível, ele olhou para o marcador da bomba de combustível, e disse, com um ar de dúvida, e verdade! Aqui esta marcando “vinte e cinco reais”. Ele fez o recibo, me dirigi para o caixa, e finalizei o processo. Sendo que já estava com o líquido no tanque, e fiz o pagamento no caixa do posto. Retornei do pagamento, cheguei perto do mesmo “o profissional de abastecimento do posto de combustível”, e mostrei para ele o recibo de pagamento, da máquina de cartão de credito, ao fazer este procedimento, me dirigi para o veículo. Ele veio em minha direção, e me perguntou? O Senhor e Professor! Eu, disse não! Atuo, em outra área. Falei lhe, do ENEM, “Exame Nacional de Ensino Médio” procure nas horas ociosas, no celular ou computador se informar como proceder, existem vários caminhos, pesquise, você tem uma ferramenta importante nas mãos,  Me despedi dele, entrei no carro e fui saindo em direção a rodovia esburacada, à qual todos os impostos que nós pagamos, neste belo país, tem um único caminho. “ A Corrupção”, olhei pelo retrovisor, e verifiquei, que ele se sentou em um banco, e pegou o celular e começou a fazer alguns movimentos, fiquei em duvidas, quanto ao procedimento, e comecei, um monologo, comigo, naquela rodovia esburacada. Eu disse a mim mesmo, naquele celular, qual e o procedimento deste jovem, o qual o sistema o transformou em um alienado, sem cérebro, sem futuro e sem perspectiva futura, sendo que ele deve estar utilizando o watts zap, ou facebook, ou outro aplicativo, o qual não acrescenta nada ao seu conhecimento, transformando o, em um jovem sem perspectiva de futuro, não contribuindo para o seu crescimento profissional, cultural, familiar, religioso, enfim, este profissional de abastecimento, o que será dele, amanha? Sendo que com a evolução, todos o sistema tem com meta automatizar e tornar o todo o processo menos humano, e os humanos devem ter total conhecimento de parte de todo o processo, sendo que este trabalhador, devera ser polivalente, se encaixando em todos os setores e departamentos do empreendimento, sendo que este profissional não foi dado nenhuma oportunidade de crescimento e atualização deste ser que devera ter uma vida útil de vinte ou trinta anos, contribuindo, para o andamento do processo empresarial, administrativo, agronegócios, industrial, naval, aéreo, enfim em todo o pacote do capitalismo, que impõe regras, mas não faz por merecer, sendo que o objetivo do capitalismo, e somente lucros e lucros, penso em todos estes profissionais de abastecimentos e outras áreas, as quais se encaixam estes profissionais, que não conseguiram as oportunidades, que outros conseguiram, e estão de uma forma desigual, fora do mercado de trabalho futuro, ao qual não formou nem deu nenhuma contribuição, mas quer um profissional bem treinado, preparado, e apto para exercer todas as funções necessárias ao bom andamento do processo total do capitalismo, sem o mesmo ter gastado um centavo, para equacionar este problema de formação e atualização profissional, de um modo geral. O Estado por outro lado, está preocupado, apenas com o lucro, não lhes importando, de maneira nenhuma com as consequências futuras, desta classe de cidadãos, os quais estão fora do mercado de trabalho, em um futuro próximo, neste país. O que fazer e como fazer, porque fazer. Sendo que uma grande parcela da sociedade excluída pelo sistema, será em breve excluída pela iniciativa privada local e externa. Triste ver um país abandonado, com os seus excluídos e abandonados, por um sistema corrupto, ineficaz, inepto,  arcaico, ultrapassado e terrivelmente alienado, aos interesses do capital especulativo, local e externo. O que devemos fazer e como fazer, sendo que o estado mínimo, não tem a menor preocupação com a formação em todos os segmentos da sociedade, não se importando com o bem do país de seus cidadãos, sendo que e bem melhor, governar para: cegos, surdos e mudos, do que ter cidadãos que pensem e protestem, que saibam de seus direitos e deveres, e também saibam interpretar a constituição, o código civil, código penal, e todas as cartas que lhes darão respaldo, frete a ineficácia e conceitos ultrapassados por partes de todos os poderes deste belo país. Então o que fazer e como fazer, para reverter este quadro caótico e sem futuro. Que cidadãos estão sendo formados para dar prosseguimento ao estado de regressão dos últimos trinta anos, o que estamos deixando para os futuros governantes deste belo país. E como estamos deixando. Simplesmente, um quadro preocupante, ao qual avançamos poucos passos, logo após a libertação, “entre aspas”, dos escravos. Estamos a poucos metros de 1888. Isto faz que minha memoria, traga do passado uma frase de um grande homem. “O governo da demagogia não passa disso: o governo do medo.”  RUY BARBOSA.

Denunciar conteúdo

Tem algo a dizer? Esse é seu momento.

Se quer receber notificações de todos os novos comentários, deve entrar no Beevoz com o seu utilizador. Para isso deve estar registado.